A História do Halloween: saiba como tudo começou


Fique por dentro do surgimento do Halloween, uma das datas comemorativas mais famosas dos Estados Unidos
Curiosidades

Celebrada anualmente em vários países do mundo, no dia 31 de outubro, a história do Halloween, também conhecido como Dia das Bruxas, é muito popular nos Estados Unidos, considerado até um feriado nacional. 


Os cidadãos americanos levam a história do Halloween muito a sério e promovem grandes eventos à caráter, com fantasias elaboradas, histórias aterrorizantes e, é claro, com a tradicional caminhada das crianças de porta em porta dizendo “doces ou travessuras” (“trick or treat”).


Mas você sabe como surgiu a história do Halloween? Ela é muito mais antiga do que você imagina. Confira abaixo todas as curiosidades dessa data doce e horripilante!


A origem do Halloween


Segundo os historiadores, o Halloween como conhecemos hoje tem origem bem antiga, vinda do povo celta. 


Em meados do século V a.C, acontecia, anualmente, uma festa chamada Samhain, em homenagem ao “Rei dos Mortos”. Ela tinha duração de 3 dias (iniciando em 31 de outubro) e celebrava o fim do verão e a abundância da colheita.


Para os celtas, essa época marcava a aproximação do mundo real com o mundo dos mortos. Eles acreditavam que aqueles que já morreram retornavam para suas casas e queriam amaldiçoar seus animais e os frutos da colheita.


Então, os símbolos tradicionais da festa que conhecemos até hoje, como fogueiras, morcegos, esqueletos e fantasias, eram confeccionados naquela época com o intuito de afastar os maus espíritos e sustentar a prosperidade da colheita e da vida dos cidadãos. 


Muitos desses adereços perpetuaram até os dias atuais, principalmente com as cores laranja e preto, que faziam referência às folhas alaranjadas do outono e aos dias mais escuros daquela época do ano.


Influência da Igreja Católica


Já na Idade Média, entre os séculos V e XV, o Halloween tomou a forma que conhecemos hoje. A Igreja Católica, que era a instituição que mandava na Ordem Mundial, passou a chamar o Samhain de Dia das Bruxas, no intuito de diminuir a cultura considerada pagã e um ato de heresia.


Para conter as influências daquela comemoração, o Papa Gregório III mudou o Dia de Todos os Santos, conhecido como All Hallow’s Day, para o dia 1° de novembro, e o Dia dos Finados para o dia 2 daquele mesmo mês. Foi uma tentativa de “cristianizar” o Samhain.


No final das contas, com o passar dos anos, o dia 31 de outubro ficou conhecido como a véspera do Dia de Todos os Santos, a All Hallows’ Eve, que, mais tarde, foi popularizada como Halloween. Além das tradições do Samhain, também incorporou-se os costumes do Dia das Bruxas, com artefatos característicos dessa personagem, como a vassoura e o gato preto.


Doces ou Travessuras


A famosa frase “Trick or Treat”, segundo alguns pesquisadores, surgiu em meados do século XVIII, época em que o Halloween já era celebrado com muito fervor e conhecido no mundo todo. 


Segundo a lenda, um homem, na Irlanda, conduziu uma procissão para arrecadar oferendas aos agricultores, com a justificativa das colheitas não serem amaldiçoadas. Na verdade, aquela era apenas uma chantagem para conseguir alimentos e que, mais tarde, tornou-se uma tradição da data.


A verdade é que a mistura de vários acontecimentos, costumes e até mesmo lendas explicam a celebração do Dia das Bruxas e nos ajudam a entender a profunda e rica história do Halloween.