Entenda o credit score nos EUA


Construir um crédito é muito importante. Ter um bom credit score nos Estados Unidos significa acumular e pagar dívidas em dia.
Curiosidades

Muitas pessoas sonham em se mudar para os Estados Unidos, mas existem alguns detalhes em todo esse processo que podem se tornar uma dor de cabeça. O credit score se encaixa nisso. Suponha que você é um imigrante chegando hoje nos EUA. Mesmo tendo todas suas contas em dia em seu país de residência, mesmo nunca ter ficado sem pagar alguma dívida, as empresas americanas não vão confiar em você o suficiente para oferecer algum tipo de serviço.

A maioria dos bancos de lá nem sequer abrem uma conta para você, porém alguns bancos como Wells Fargo e Bank of America entendem a situação no caso de imigrantes e já facilitam esse processo. É necessário - desde o primeiro instante - começar a criar um crédito antes mesmo de viajar. E se você pensa em abrir conta e empresa nos Estados Unidos, a Morar-EUA pode te ajudar com isso.

Mas o que é o credit score? Basicamente, é um número que representa a credibilidade de um indivíduo em relação ao pagamento de dívidas. Para o norte americano, o credit score é feito a partir do Social Security Number (SSN), já para o não residente dos EUA, é necessário começar o crédito com o Individual Taxpayer Identification Number (ITIN). A partir do início da migração para os EUA, é necessário começar esse crédito obtendo dívidas, para quando for em definitivo, já conseguir qualquer tipo de serviço envolvendo empréstimo - por exemplo.

Nos Estados Unidos, existem três empresas que funcionam como se fosse o Serasa aqui no Brasil: TransUnion, Equifax e Experian. Essas empresas não compartilham informações entre si, portanto é necessário ficar de olho em cada uma delas para manter o controle de seu credit score. As três empresas adquirem suas informações sobre contas de cartão de crédito, empréstimos e financiamentos. Esses dados são registrados eletronicamente nos três serviços de crédito nacionais por cada um dos seus credores a cada 30 dias.

Conforme o sistema de crédito americano, todas as pessoas que migram para o país possuem um credit score baixo. A partir do momento em que a pessoa começa adquirir dívidas e pagá-las em dia, seu crédito começa a ser construído. 
Mas aí vem uma dúvida comum: se eu preciso de um bom credit score para obter um cartão de crédito e começar a criar um histórico de crédito para passar a ter dívidas e pagá-las em dia, mas o banco não me fornece um cartão de crédito pois não tenho um histórico, vou ficar sempre com um crédito ruim desde o início? Não necessariamente! Existem métodos de construir aos poucos um bom crédito como: Sempre pague suas contas em dia. Contas básicas de casa como de água, luz, telefone, TV à cabo e internet são importantes. Quando seu histórico é checado e há registro de atraso de contas, isso gera insegurança para o banco, e seu crédito continua baixo. É possível também fazer o pedido para um cartão de crédito pré-pago. Isso faz com que sua conta já esteja paga antes mesmo de você utilizar.

Para manter o controle, é necessário verificar se seu credit score está aumentando ou se mantendo em um bom nível. O site Credit Karma faz esse serviço gratuitamente e é a melhor forma para você se manter atualizado sobre a evolução do seu crédito.

Depois de conseguir aumentar seu credit score, é necessário mantê-lo em alta. O sistema americano acaba obrigando as pessoas a sempre gastarem e continuar consumindo, para que elas possam manter uma pontuação alta. É sempre bom pesquisar e avaliar a melhor situação para você e suas condições financeiras. Desta maneira, problemas futuros são evitados.

Ter uma pontuação alta pode ajudar em diversas maneiras. Um credit score alto pode auxiliar na hora de realizar um sonho de comprar uma casa, ou um carro e até um tratamento médico de emergência. Após tudo isso, conseguir manter um credit score alto e estável, é mais fácil desfrutar do que os Estados Unidos tem de bom para oferecer.